• Canal da Marcenaria

Como analisar a concorrência e melhorar o posicionamento da sua marcenaria

Atualizado: Set 20



Em um cenário do mercado onde a concorrência tem crescido mais e mais diariamente, principalmente no empreendedorismo, é preciso olhar por todos os ângulos antes de agir. Apesar de terem diversas estratégias e estudos sobre como alavancar seu negócio, nada funcionará se não houver uma boa análise da concorrência. Nesse caso, é preciso também estar aberto à replicar ações do “rival” na sua marcenaria também, e não apenas encarar todas as ações do outro como algo abaixo do seu negócio.


IDENTIFIQUE


Você sabe exatamente quais são seus concorrentes hoje? Os concorrentes serão sempre um parâmetro para o seu negócio, em todos os pontos possíveis, como: precificação, qualidade, atendimento, lucro, crescimento etc. Se você não souber identificar seu parâmetro e estabelecer metas e estratégias para estar acima dele, nunca será uma referência.


AJA


Se não sabe quais são, há uma série de perguntas para se fazer e estabelecer eles. - Quais empresas vendem produtos ou serviços similares aos seus? |Quais empresas atingem um público-alvo semelhante ou idêntico ao seu? | O que aconteceria se você mudasse suas ofertas de tal forma que segmentasse um grupo diferente de clientes |Por que seus clientes potenciais compram de seus concorrentes e quais vantagens eles percebem? | Qual é a proposta de venda exclusiva do seu competidor? | Qual característica ou benefício especial que seus produtos ou serviços apresentam? | De que forma você é superior aos seus concorrentes?. Essas são apenas algumas perguntas que devem fazer parte do seu estudo, mas coloque todos os pontos que podem ser comparados em questão.


PREÇOS


Se o seu concorrente tem um preço menor e isso está impactando no aumento das vendas dele, procure saber o real motivo. Busque entender como funciona o fluxo de caixa, a compra de insumos, quantos colaboradores trabalham na marcenaria, qual a qualidade dos produtos que ele vende, ou em qual ponto ele usa uma tática que resulta em maior economia. Nem sempre o preço menor significa custo-benefício.


PRECIFICAÇÃO


Quando for fazer a precificação do seu produto, é extremamente importante que coloque todas as etapas em questão para resultar em um preço justo. Além disso, se o valor de um produto for mais alto do que de costume, faça o cliente entender o porquê, agregue valor ao produto, invista no marketing e no treinamento dos vendedores para que saibam argumentar e justificar, fazendo o cliente enxergar valor no que ele está adquirindo.


AUTOAVALIAÇÃO


Quando fizer uma auto avaliação, é preciso que mais pessoas participem com diferentes visões. Apesar de querermos analisar o real resultado, inconscientemente podemos omitir algumas falhas, e não encontraremos nunca uma solução. Por isso, pode-se solicitar a um cliente, fornecedor e até consultoria.


ADMIRE


Admitir uma admiração pelo concorrente não é uma tarefa fácil. Porém, é necessária. Devemos levar como um incentivo a melhora e ao estudo, afinal, se ele está melhor que você, por que não aprender com ele? Não os despreze e retire o melhor que puder como aprendizado, e se possível, faça melhor.


CLIENTES


O cliente deverá sempre ser o principal ponto do seu negócio. O objetivo será sempre atender as expectativas e desejos dele, com o melhor atendimento, velocidade e qualidade. Se precisa saber o que seu público quer, pergunte a ele. Hoje as formas de interações por redes sociais são inúmeras, use isso ao seu favor e esteja cada vez mais perto dele, construa uma relação firme e leal.


Fonte: Móbile Fornecedores

209 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo