top of page
  • Foto do escritorCanal da Marcenaria

Iluminando seu espaço: entendendo a diferença entre luz quente e luz fria


entendendo a diferença entre luz quente e luz fria
Luz quente e luz fria

A iluminação desempenha um papel importante na criação de ambientes e de móveis acolhedores e funcionais. Quando se trata de escolher as lâmpadas e luminárias adequadas para seu espaço, você pode se deparar com termos como "luz quente" e "luz fria". Neste artigo, o objetivo é entender a diferença entre essas duas opções de iluminação, seus benefícios e as aplicações sugeridas para cada uma delas. Compreender essas distinções permitirá que você aproveite ao máximo a iluminação em sua decoração, arquitetura e escolha de mobiliário.


O que é luz quente?


luz quente e tende a criar uma atmosfera aconchegante e relaxante
Luz quente no ambiente e no mobiliário

A luz quente, também conhecida como luz suave, possui uma tonalidade amarelada ou alaranjada. É uma opção de iluminação que tende a criar uma atmosfera aconchegante e relaxante. Essa tonalidade é semelhante à luz produzida pelas lâmpadas incandescentes tradicionais.


Benefícios da luz quente

Ambiente aconchegante: a luz quente ajuda a criar um ambiente íntimo e acolhedor, ideal para áreas de descanso, como quartos, salas de estar e salas de jantar.


Relaxamento: a tonalidade amarelada suave da luz quente contribui para uma sensação de calma e relaxamento, tornando-a perfeita para espaços destinados à meditação ou leitura.


Destaque de elementos decorativos: a luz quente pode realçar tons quentes em tecidos, pinturas e objetos decorativos, adicionando uma sensação de conforto visual ao ambiente. São exemplos de cores quentes a cor amarela, laranja e vermelha.


O que é luz fria?


a luz fria é semelhante à luz natural do dia e é frequentemente associada a um ambiente mais estimulante e produtivo.
Luz fria no ambiente e no mobiliário

A luz fria tem uma tonalidade branca ou azulada. Essa opção de iluminação é semelhante à luz natural do dia e é frequentemente associada a um ambiente mais estimulante e produtivo.


Benefícios da luz fria

Clareza e concentração: a luz fria é ideal para espaços onde você precisa se concentrar ou realizar tarefas que exigem precisão, como home office, cozinha e áreas de trabalho.


Estimulação: a tonalidade branca ou azulada da luz fria pode ajudar a aumentar a energia e a produtividade, sendo uma boa escolha para espaços onde você deseja se sentir revigorado.


Destaque de cores: a luz fria pode realçar tons frios e neutros, destacando detalhes arquitetônicos e proporcionando uma sensação de modernidade ao ambiente. São exemplos de cores frias, a cor verde, azul e violeta.



Aplicação das diferentes opções de iluminação


Luz quente: Recomenda-se utilizar a luz quente em áreas de convívio social, como salas de estar, quartos e salas de jantar, onde o conforto e a atmosfera aconchegante são essenciais. Também pode ser usada em corredores e espaços de relaxamento, como spas e áreas de leitura.


Luz fria: A luz fria é ideal para áreas de trabalho, como home offices, cozinhas, garagens e ateliês, onde é necessário foco, clareza e precisão. Além disso, é recomendada para espaços que demandam uma sensação de frescor e estimulação, como banheiros, áreas de exercício físico e espaços comerciais, como lojas e escritórios.



Feng Shui e a iluminação


No contexto do Feng Shui, a iluminação desempenha um papel na criação de um ambiente equilibrado
Feng shui e iluminação

No contexto do *Feng Shui, a iluminação desempenha um papel na criação de um ambiente equilibrado. Recomenda-se equilibrar as energias yin e yang, combinando luz quente e luz fria em diferentes áreas. A escolha da temperatura de cor da luz também pode ser influenciada pela função do espaço e pela interação com as cores e elementos decorativos. Embora o Feng Shui não tenha regras rígidas em relação à luz quente e luz fria, existem algumas diretrizes gerais a serem consideradas.


Cores e elementos decorativos: O Feng Shui considera as cores e elementos decorativos em um espaço para criar harmonia. A luz quente tende a realçar tons quentes, como vermelho e laranja, enquanto a luz fria destaca tons frios, como azul e verde. Ao escolher a iluminação, leve em consideração a paleta de cores do espaço e como ela interage com a temperatura de cor da luz.


Intensidade e direção da luz: o Feng Shui também considera a intensidade e a direção da luz. Uma iluminação suave e difusa é geralmente preferida em áreas de descanso, enquanto uma iluminação mais brilhante e direta pode ser usada em áreas de trabalho.


O posicionamento adequado das luminárias e o uso de reguladores de intensidade de luz podem ajudar a ajustar a atmosfera de acordo com as necessidades do espaço.

Lembrando que é recomendado consultar um especialista em Feng Shui para obter orientações de acordo com a sua situação específica e objetivos desejados.


(*O Feng Shui é uma antiga prática chinesa que busca harmonizar a energia de um ambiente para promover o bem-estar e a prosperidade das pessoas que o habitam)



Algumas sugestões para aproveitar a iluminação na criação do mobiliário


iluminação quente e fria no mobiliário Ao projetar mobiliário, é possível incorporar diferentes técnicas de iluminação para melhorar sua funcionalidade e estética
Luz quente no mobiliário

Ao projetar mobiliário, é possível incorporar diferentes técnicas de iluminação para melhorar sua funcionalidade e estética. Isso inclui a instalação de iluminação embutida com lâmpadas LED, que destacam os itens armazenados ou exibidos. Além disso, é possível utilizar iluminação de destaque, como spots direcionáveis ou faixas de luz, para realçar elementos específicos do mobiliário.


Para áreas de trabalho, como mesas e bancadas, é importante garantir uma iluminação adequada, que pode ser alcançada com iluminação embutida direcionada.

A iluminação indireta, através de fitas de LED estrategicamente colocadas, cria uma atmosfera suave e aconchegante ao redor do mobiliário.


Por fim, adicionar sistemas de controle de iluminação, como reguladores de intensidade, permite ajustar a quantidade de luz de acordo com a necessidade e criar diferentes ambientes.

 sistemas de controle de iluminação, como reguladores de intensidade, permite ajustar a quantidade de luz de acordo com a necessidade e criar diferentes ambientes
Abajur com luz quente

Conclusão


Ao escolher a iluminação para seus móveis e ambientes, é importante considerar a diferença entre luz quente e luz fria. Combinando as opções em diferentes espaços da sua casa ou local de trabalho, você pode criar ambientes equilibrados e funcionais.


Não existe uma regra rígida sobre o uso dessas opções de iluminação e você pode adaptá-las de acordo com suas preferências pessoais e estilo de decoração.


Experimente diferentes combinações e intensidades de luz para encontrar o equilíbrio ideal que atenda às necessidades de cada ambiente.


Autor: Ton Fogaça – Palestrante da PRÓ Negócios

Ton Fogaça palestrante PRÓ Negócios


(Inspirado no artigo: https://www.duratexmadeira.com.br/blog/luz-quente-ou-luz-fria-quais-os-beneficios-e-diferencas/)


bottom of page