• Canal da Marcenaria

Linhas de crédito: como conseguir para a sua marcenaria



Como conseguir linhas de crédito para sua Marcenaria?


Com os impactos da pandemia do covid-19 em 2020/2021, as linhas de créditos se tomaram ainda mais importância para o ramo moveleiro, ajudando a garantir a manutenção e desenvolvimento dessa área.


Mas, você sabe como ter acesso à essas linhas de crédito? Entenda qual o processo e o que é necessário para conseguir:


Basicamente, para as Marcenarias de pequeno e médio porte, a linha de crédito pode ser obtida de duas formas:


  • Crédito Emergencial (PRONAMPE): trata-se do programa de crédito do governo federal, para micro, pequenas e até médias empresas. É necessário notar que o acesso a esse tipo de crédito é bem restrito.


  • Crédito bancário: trata-se de linhas de crédito oferecidas por bancos privados e pelo BNDES, sendo esse último o que apresenta mais crédito disponível.


De qualquer forma, para essas duas formas, é necessário que você tenha alguns pontos bem-organizados:


  • Identificar e calcular a real necessidade de crédito e financiamento:


Antes de pleitear linhas de crédito para marcenaria, Jandaraci Araújo, ex-subsecretária de empreendedorismo do Estado de SP e especialista em Finanças e Políticas voltadas ao Empreendedorismo recomenda: “priorize o financiamento de máquinas, equipamentos e busque recursos próprios para capital de giro. O financiamento de investimentos fixos apresenta prazos e limites (do valor obtido) maiores, custos menores e garantias facilitadas.”


  • Documentação organizada e regularizada


Jandaraci esclarece: “tenha em mãos todas as certidões negativas da empresa, pagamento de impostos em dia, últimos balanços e demonstrações de fluxo de caixa, contrato social atualizado.” Tanto Jandaraci, quanto Godke alertam para o fato de que não só o CNPJ deve estar em boas condições financeiras (sem dívidas em atraso, por exemplo), como também o CPF dos sócios. O indicado é que o empresário se inscreva no Serasa Experian para verificar a nota de crédito que lhe é atribuída.


  • Plano de negócios que demonstre como o crédito financiado será investido e pago


“Seja organizado e objetivo: apresente uma análise de mercado, produto, operação e finanças que demonstre a viabilidade do projeto e a capacidade de pagamento do crédito a ser concedido”, recomenda Jandaraci.


  • Mapeamento de garantias a serem oferecidas às instituições financeiras


Apesar de haver alguns fundos garantidores (como o FAMPE – Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas), é comum que as instituições financeiras exijam garantias complementares. Portanto, é importante mapear os documentos dos bens que serão dados como garantia.


  • Análise de taxas e linhas de crédito, financiamento ofertadas por bancos e agências de fomento


De acordo com Jandaraci, “o empresário deve fazer uma análise comparativa de taxas de juros, carência e prazos. Monte uma tabela com esses dados e estude uma forma para que o pagamento do empréstimo não comprometa o fluxo de caixa! Compreenda os custos escondidos e tenha clareza de todos os custos envolvido na operação de crédito.”


  • Linhas de crédito para marcenaria: conheça as opções além dos créditos bancários!

São alternativas aos empréstimos bancários:


- Empresas Simples de Crédito (ESC);

- Sociedades de Crédito Direto (SCD);

- Sociedades de Crédito ao Microempreendedor e à Empresa de Pequeno Porte (SCMEPP);

- Financiamento coletivo (Crowdfunding) ou investidores anjos.


A utilização de máquinas de cartão de crédito e pagamento digital possibilitam a antecipação dos valores a serem recebidos, sendo uma das principais linhas de crédito para marcenaria.


A sociedade e o comércio estão mudando, por isso, é necessário que as marcenarias sejam resilientes e criativas para enfrentar os desafios postos. E o seu negócio, está pronto?





Fonte: https://digital.formobile.com.br/gesto/pme-como-conseguir-linhas-de-crdito-para-marcenaria

516 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo